Lições para a certificação

uauPessoal,

Gostaria de compartilhar aqui com os interessados como foi minha preparação para a prova de certificação PMP, a qual realizei e fui aprovado em dezembro/2012.

– Primeiramente fiz o curso preparatório na PMTech. Além de necessário para preencher os pré-requisitos para a prova, o curso é essencial para quem quer obter a certificação, principalmente pela qualidade da apostila da PM Tech e pela larga experiência do Mauro Sotille, o qual consegue passar todo o conteúdo de uma forma clara, light e usando muitos exemplos práticos;

– A meu ver o ideal é fazer a prova poucos meses depois de realizado o curso, após algumas semanas de autoestudo, para aproveitar o conteúdo (e os exemplos do Mauro) frescos na memória;

– Durante e após o curso, li uma vez só o PMBOK. Mas o foco do meu estudo foi a apostila e os simulados da PM Tech. A apostila resume e muito bem o conteúdo do PMBOK, ainda mais se você encheu a mesma de anotações durante o curso, o que aconselho fortemente;

– Os simulados da PM Tech certamente são a principal ferramenta para aprovação na prova. Faça quantos simulados conseguir, de vez em quando simulando uma prova de 4 horas mesmo, e depois de feito o mesmo, revise uma a uma suas respostas, lendo com atenção os comentários das respostas que o próprio software do simulado fornece. Em caso de dúvidas, consulte a apostila ou mesmo o PMBOK para aprofundamento da questão;

– Atenção para o tempo na prova!! Eu fiz simulados em casa, e em todos terminei em cerca de 3h30min. Porém no dia da prova não consegui repetir essa performance. Me demorei demais em algumas questões e no final não tive tempo de responder todas as questões, então tive que chutar algumas. A dica é não se ater às questões. Se não souber a resposta, marque algo (jamais deixe em branco), avance, e no final, se sobrar tempo, dedique mais tempo às mesmas;

– Outra coisa que me ajudou muito nos estudos foi desenhar e escrever os processos, em ordem, dentro de cada uma das nove áreas de estudo, colocando o que era saída de um processo e entrada do outro, as ferramentas e técnicas utilizadas em cada um deles, bem como uma breve descrição de cada processo. Fiz uma área em cada folha, e sempre que sobrava um tempinho pegava uma dessas folhas para revisar os processos e a sequencia lógica entre eles;

– No final da prova, se o tempo apertar, foque nas questões com enunciados menores, afinal algumas são muito grandes (e elas valem a mesma coisa que as pequenas).

Era isso pessoal. Espero que minhas dicas tenham os ajudado.
Uma boa prova a todos!

Marcelo Gomes – Lições aprendidas PMP

No dia 19/12 tive a imensa satisfação de receber um e-mail do PMI com a notícia da minha aprovação na prova de certificação PMP!

Nos últimos 3 meses foi um estudo intenso, mas todo esforço valeu muito a pena!

Gostaria de compartilhar minha opinião sobre o curso preparatório da PM TECH. Para quem deseja se certificar, com certeza a PM TECH é a melhor escolha. A grande experiência do instrutor Mauro Sotille aliado ao material de excelente qualidade foram fundamentais para que eu conseguisse obter minha certificação PMP!

Minha estratégia de estudo:

– Fazer o curso da PM TECH e já marcar a prova. Fiz o curso pela segunda vez, pois para fazer a certificação o ideal é fazer o curso e na sequência a certificação;
– Usar o livro de Gerência de Projetos da Kim Heldman. O livro é excelente, a maioria das questões são situacionais e me prepararam bastante para “investigar” bem as questões;
– Ler novamente toda apostila da PM TECH e fazer um resumo para preparar o “brain dump” se necessário para a hora da prova;
– Fazer a maior quantidade possível de simulados da PM TECH, pois são excelentes! Não desperdiçar nenhum detalhamento da questão (ver questão). Mesmo que você tenha certeza da resposta, vale a pena dar uma boa lida no detalhamento da questão, se aprende muito. O importante não é decorar a resposta, mas entender o porquê a resposta X é melhor do que Y;
– Ler o PMBOK para reforçar os conceitos;
– Ler todas as dicas (material incluso no curso da PM TECH), pois foram fundamentais para reforçar ainda mais a parte conceitual;
– Dar uma boa olhada na planilha com o mapeamento dos processos, áreas de conhecimento, ferramentas e técnicas. É muito importante entender bem as diferenças, pois tem umas “pegadinhas”;
– Aproveitar todo o tempo disponível para ler muito.

É isso aí pessoal, espero que estas informações sejam úteis!

Já estou com minha caneca!

Grande abraço e sucesso!

Att.,
Marcelo Gomes, PMP

Francis Lopes – Prova PMP em papel do dia 08/12/12

read

Depois de apenas 10 dias, recebi o resultado da prova de PMP que fiz no dia 08/12 em Porto Alegre.

Não há nada de muito novo na preparação para a prova, mas vamos lá.

Fiz o curso com o Mauro entre Setembro e Outubro, durante o curso aproveitei para ler o PMBOK, confesso que não gravei muita coisa, mas de qualquer forma pelo menos uma leitura é válida. Após o curso, me dediquei cerca de 2h/dia até o dia do exame. Nessa fase fiquei basicamente fazendo simulados e anotações de pontos em que tinha mais dificuldade. Uns dias antes da prova dei um pouco mais de atenção nas questões de cálculo pra ter certeza de que estava tudo ok, não dá pra perder pontos nestas, o cálculo é básico, normalmente nem calculadora precisa, é mais questão de interpretação. E vamos à prova!!!

Estava bem treinado quanto ao tempo, fiz tudo em 3h e na 1h restante passei as respostas pra grade enquanto revisava algumas ou várias que fiquei em dúvida. Aliás, essa questão do tempo é bem importante……pois ao final percebi que algumas pessoas não administraram bem isso e tiveram problemas. Quanto às questões, não cai nada de outro mundo, embora em muitas delas eu tenha ficado em dúvida, mas por isso enfatizo que é muito importante fazer simulados, claro que depende de cada pessoa, mas eu aprendi bastante com eles sem contar que me tornei mais familiar com a forma que os diferentes assuntos são abordados nas questões.

Resumindo……um pouco de dedicação e disciplina e o resultado virá.
Boa sorte a todos que estão se preparando pra prova!!

Cristine – Certificação PMP Dez/2012

Pessoal, gostaria de compartilhar minha certificação PMP obtida em Dezembro/2012.

Como trabalho durante a semana, restou-me os finais de semana e feriados para dedicar-me a essa maratona de leituras e estudo. Li o Livro da Rita Mulcahy, o livro Use a cabeça PMP e o Guia PMBOK .

Fiz o curso preparatório da PM TECH, que foi fundamental para a consolidação dos conceitos que já tinha apreendido. Então li novamente o Guia e passei uma semana antes da prova em casa estudando 12 horas por dia. Fiz muitos simulados testando conhecimento, concentração e controle do tempo. A prova não exigiu muitos cálculos e sim conhecimento e entendimento da integração entre as diversas áreas de conhecimento do Guia.

A prova foi cansativa e usei as 4 horas para realização e preenchimento do gabarito.

Agora quero minha caneca!!
Abraço.
Cristiane Lucia Jaskulski, PMP

Fernando Cézar – Certificação PMP

Recebi ontem o e-mail do PMI confirmando minha certificação PMP. Em meu ver, o treinamento foi muito útil para o sucesso. Estudei durante dois meses e meio lendo livros, dicas e realizando simulados. Apesar de não ter realizado muitos simulados. As questões do exame foram muito familiares. Considerei o cansaço durante a prova o pior obstáculo, pois o assunto, quem estudou na PM Tech e seguiu o plano de estudo, dominei perfeitamente.

Sucesso! Marcela, a primeira Acreana PMP

read

Hoje passei na prova de certificação PMP aqui em Brasília, uma constatação de sucesso em um empreendimento pessoal de grande valia!

Me preparei para a prova desde o MBA, contudo foquei mesmo depois do preparatório com a PM Tech que fiz em 2011, mas mesmo após o curso, com as correrias e cobranças da rotina de mãe e profissional não peguei firme nos estudos até o início do processo de elegibilidade junto ao PMI e foi só quando agendei que realmente me dediquei de duas a cinco horas diárias de estudos todos os dias, utilizei o material da PM Tech, os simulados, o PMBOK (fiz duas leituras detalhadas e um sem número de consultas) e como tinha adquirido o livro da Kim Heldman eu o aproveitei no que se refere aos cálculos, explicações e dicas que o PMBOK deixa a desejar (principalmente em relação às especificações e interpretações das ferramentas e técnicas) sempre atenta às diferenças entre as versões do guia.

Acho que sou a primeira acreana a obter a certificação PMP e sei que essa área não é comum para quem se gradua em enfermagem como eu, mas a gestão sempre me encantou e me despertou muita curiosidade e interesse, estou muito feliz e satisfeita, álém de preparada para o desafio que é conduzir sempre em ascensão minha profissão, buscando a constante atualização dos conhecimentos e a aplicação diária das boas práticas para os projetos e para a vida, os conhecimentos em GP mudaram totalmente minha vida e sei que a de muitos também. Relamente este é um grande marco, uma entrega que fiz prá mim e que está me enchendo de orgulho hoje.

Quero minha caneca, rsrsrs…

Espero ter contribuído com minha experiência de estudo. Vou comemorar!!!!

Tábada Rosa – PMP – Outubro 2012

Olá Pessoal,

Hoje realizei a prova de certificação PMP e graças a Deus e muita determinação fui aprovada.

Minha saga começou no final de 2009, quando realizei o treinamento preparatório PMP da PM Tech, durante todo este tempo realizei outros treinamentos, realizei outras provas de certificações,e agora faltando alguns dias para encerrar meu período de elegibilidade, me enlouqueço para passar na prova. Realmente foi de enlouquecer, durante 9 dias passei estudando mais de 10 horas por dia, fiquei confinada durante estes dias, saindo de casa apenas para viajar para Curitiba onde realizei a prova.

Utilizei os seguintes materiais:
Leitura praticamente completa do Guia PMBOK(só não li 2 áreas de conhecimento), Apostila e CD da PM Tech, consultei partes do livro da Rita, também utilizei outros simulados e materiais, escutei alguns PodCasts do Ricardo Vargas, realizei simulados através de apps, realizei resumos e colei algumas fórmulas e conceitos nas paredes,tirei fotos das paredes e de livros e olhava algumas vezes durante o dia.

Sobre a prova,houveram muitas questões sobre controle integrado de mudanças, qualidade, compressão de cronograma, aquisições, calculos de variações e desempenho.

Mas todo esforço valeu a pena.

Nelson Richter – Aprovação PMP

read2

Posso dizer que o treinamento PM Tech foi fundamental na minha aprovação. Como atualmente quase todas as questões são situacionais, as dicas que o Mauro passa em aula são muito importantes pra interpretar corretamente o que está sendo pedido.
Praticamente não precisei usar nem a calculadora e nem o material de rascunho fornecidos para a prova. Pouquíssimas questões envolviam cálculo. Geralmente eles já colocam o IDP e o IDC na própria questão, indicando claramente (pra quem sabe o que estas siglas significam) se o projeto está com problemas de prazo e/ou custo.

Com relação ao plano de estudos, me concentrei nos simulados. Além do curso, estudei cerca de 150 horas e não cheguei a ler completamente o PMBOK (que usei mais para consultas), mas procurei aprender com a revisão das questões que eu errava. Aliás, também não li o famoso livro da Rita.

Na prova, respondi as 200 questões em pouco mais de 3 horas, porque já estava acostumado com o ‘timing’, ao fazer quase todos os simulados PM Tech. Segui os conselhos do Mauro em pular as questões de consumiam muito tempo (principalmente as de cálculo de folga e caminho crítico) e as deixei pro final. Foi uma boa estratégia.

Gostaria de deixar a dica que não dá pra subestimar a questão física. Depois da primeira hora de prova o cérebro insiste em pensar em outras coisas. Dormir bem na noite anterior é fundamental.

Quanto aos simulados da PM Tech, estão muito aderentes às questões.

Não lembro de nenhuma questão da prova cujo conteúdo não tenha sido abordado no curso, de uma forma ou outra.

Meus cafés vão ser mais saborosos a partir de agora 🙂 #caneca Sou PMP

Eduardo Ramos – Setembro 2012

Pessoal, acabo de receber, esta semana a ótima noticia de ter sido aprovado no exame do PMP realizado em Porto Alegre, no último dia 15/setembro. Gostaria de deixar o meu depoimento de como conduzi o pouquissimo tempo dedicado de estudo para ter sido aprovado na primeira tentativa do exame.

Acho que tive sorte, pois só consegui dedicar 45 hs de estudo, incluindo o tempo de realização dos simulados que, aliás, foram o foco da minha estratégia. conduzi os estudos da seguinte forma:

1) Lia o capitulo do PMBok
2) Desenhava o Fluxo com os processos, principais entradas, saídas e técnicas que me lembrava. Ao término do desenho, o q havia esquecido, buscava no PMBok para completar.
2) Realizava toda a bateria de simulados ref ao capitulo (disciplina)
3) Quando não sabia responder a questão, parava e pesquisava a resposta ou solução (o que já considerava um ponto de estudo) no material do PMbok, apostila do curso da PM Tech ou na propria Internet
4) Registrava num caderno, de forma bem resumida, tópicos importantes da questão, que eu julgava que iria esquecer até o dia da prova
5) Refazia o simulado, caso fosse reprovado
6) Fiz esse mesmo processo para cada Capitulo (Área de Conhecimento)
7) Na véspera da prova, estudei as anotações do Caderno e a folha de fórmulas

No Exame, das 200 questões, deixei as 7 últimas em branco, pois o tempo foi insuficiente. Achei a quantidade exagerada de questões com enunciados estensos, 5 linhas ou mais. Que, para interpretação das questões situacionais, consumia muita atenção, e consequentemente gasto de tempo também. Questões envolvendo fórmulas ou cálculos foram muito poucas, me lembro de 2 ou 3. A menos que tenham ficado nas 7 últimas 🙂
Bom, em resumo foi dessa forma que me preparei. Com certeza, é longe do plano ideal, mas foi o que eu escolhi e pude realizar. Fiz o meu application no PMI em 15/junho (exatamente 3 meses antes da prova), porém só consegui iniciar os estudos em 8/julho, intensificando mesmo no mês de agosto.