Certificação PMP março/2016

aprovados PMP

Abaixo segue um pequeno relato da minha experiência para conseguir a certificação PMP no exame realizado em março de 2016.

  • Realizei a prova em papel (PBT) no dia 12/março/2016 em Porto Alegre, no hotel Holliday Inn. A prova começou pontualmente as 9:00 e foi aplicada por 2 americanos, que se comunicavam em inglês, porém entendiam um pouco de português. Eu já sabia das restrições de comida, água, etc… no local da prova, porém fiquei surpreso por não ser permitido o uso de relógio de pulso. O controle do tempo da prova era feito pelas 2 pessoas que estavam aplicando a prova, que escreviam em um quadro o horário a cada hora, e nos últimos 15min e 5min de prova. Achei uma experiência bastante ruim não poder controlar o tempo e confesso que isto me atrapalhou um pouco, principalmente no final. O ambiente de aplicação da prova é muito bom, porém o ar condicionado estava excessivamente frio (recomendo levar um agasalho mesmo em dias quentes). É possível usar o banheiro que fica dentro da sala de aplicação de prova, sempre que necessário. A comunicação do resultado do exame é feita por email pelo PMI, e para mim levou menos de 2 semanas.
  • Com relação à prova, achei muito difícil. Já sabia que não seria uma prova fácil, porém não imaginava que fosse tão pesada. É uma prova extremamente cansativa, que exige uma atenção total à leitura e entendimento da questão, pois como sabemos através dos simulados, há muitos “pega ratões”. A prova toda foi praticamente com questões situacionais, onde era descrita uma situação e as respostas eram baseadas em como o gerente de projetos deveria agir ou se posicionar. Se engana quem pensar que por serem questões situacionais, apenas a experiência ajudará a responder. Na verdade a experiência é fundamental, porém o entendimento dos processos, entradas e saídas principais e as ferramentas de cada processo é mandatório para responder corretamente grande parte das questões. Recomendo uma atenção especial ao estudo e “decoreba” disto. Há muitas questões com mais de uma alternativa correta, muitas vezes todas as alternativas são corretas, porém sempre uma é a “mais correta”, portanto o grande segredo de sucesso para aprovação é incorporar o pensamento do PMI, e isto só é possível fazendo simulados de questões.
  • Não teve nenhuma questão que exigiu o uso da calculadora e também não houve nenhuma questão sobre cálculo do caminho crítico, porém havia bastante questões teóricas sobre o tema e também questões de interpretação de valores dados de IDP e IDC (questões fáceis por sinal). Muitas questões sobre riscos, recomendo uma atenção especial à este capítulo de estudo!
  • Por fim sobre a prova, confesso que saí extremamente inseguro após o final da prova. Sabia que havia acertado muitas questões, mas muitas questões me geraram dúvidas por haver mais de uma opção que eu entendia como correta para responder. Este sentimento foi geral com as pessoas que tive contato após a prova. Utilizei as 4 horas para fazer a prova, apesar de fazer os simulados em menos de 3. O que acontece é que a responsabilidade aumenta muito na prova real, então a leitura das questões é feita de forma mais lenta, muitas vezes relendo mais do que uma vez a questão (muito cuidado com isto!). Minha estratégia foi fazer 50 questões e então preencher as respostas na grade de respostas. Isto precisava acontecer em no máximo 1 hora, porém para as primeiras 150 questões nunca consegui ficar dentro do tempo, o que exigiu correria nas últimas 50 questões. Não consegui revisar uma única questão que havia marcado para revisar no final.
  • Com relação à estratégia de estudo, meu principal objetivo foi primeiramente “devorar” a apostila da PM Tech e depois fazer uma primeira leitura do PMBOK (Não li 100% do livro, me dediquei aos pontos que considerei mais importantes). Depois disto, fiz todos os simulados disponibilizados pela PM Tech, fazendo as questões por tema (todas de riscos, depois todas de RH, etc…), fiz uma segunda leitura do PMBok me concentrando nos pontos que geraram erros nas questões dos simulados, e por fiz refiz alguns simulados completos.
  • Estudei e fui aprovado apenas usando o material da PM Tech, não utilizando nenhuma outra fonte bibliográfica. As questões dos simulados da PM Tech, comparadas com a prova real, são um pouco mais técnicas, a prova é muito mais situacional. Porém como fonte de estudo, acho que foi importante ser assim, para dar uma base mais sólida do conhecimento do PMBok.

Boa sorte a todos que forem fazer o exame! Estudem bastante e principalmente, tentem entender a maneira de pensar do PMI.

Abraço

Gabriel Dick, PMP

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Você pode usar estes tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>