- PM Tech Blog - http://blog.pmtech.com.br -

Coaching não é o mesmo que Mentoring

mentoring1Uma das habilidades interpessoais que os gerentes de projetos devem utilizar para gerenciar eficazmente um projeto, coaching é descrito no guia PMBOK® do PMI® como “um meio de desenvolver a equipe do projeto para níveis mais elevados de competência e desempenho”.

É comum a confusão entre coaching e mentoring. A diferença entre os dois conceitos pode ser apenas semântica para alguns, porém pode haver conflito significativo ao se tentar misturá-los, pois cada um envolve diferentes habilidades e metas.

Coaching

Um coach (“treinador”, em uma tradução literal) é responsável por criar um ambiente que ofereça apoio a um indivíduo visando alcançar um objetivo profissional específico, permitindo que este supere suas deficiências, melhore suas habilidades técnicas, adquira conhecimento ou experiência ou construa novas competências.

Coaching é essencial em estágios iniciais de aprendizagem, podendo tomar muitas formas e abordagens, formais ou informais. Por exemplo, você pode treinar indivíduos sobre as políticas corporativas ou sobre como conduzir entrevistas. Coaching também pode ser utilizado para motivar equipes, apoiar os esforços de construção de equipe e facilitar as interações interpessoais, levando a equipes mais eficazes e produtivas.

O coach é, muitas vezes, um papel atribuído. Em teoria, uma relação de coaching deve ser temporária. Você vai aprender o objetivo profissional e avançar para o próximo objetivo, que pode ou não ter a mesma pessoa como coach. No entanto, às vezes, um coach transforma-se em um mentor.

Mentoring

Desde os tempos antigos, quando o lendário Ulisses nomeou um tutor chamado Mentor para seu filho antes de sair para o cerco de Tróia, mentores desempenham papéis importantes na orientação e desenvolvimento das pessoas. No clima de negócios de hoje, o conselho de um mentor pode ser um elemento crítico para o sucesso pessoal e da carreira.

Um mentor (ou “tutor”) é uma pessoa junto a qual se busca orientação e aconselhamento, sendo responsável por criar um ambiente que apoia o crescimento do indivíduo. Mentoria (ou tutoria) é essencial em fases posteriores da aprendizagem, constituindo-se em uma oportunidade para trocar experiências, para receber aconselhamento, para aprender e se desenvolver, para dar e para receber feedback.

Resumindo: O coach precisa saber como ajudar as pessoas a aprender algo específico.  Está relacionado a instruir e direcionar. O mentor precisa saber como apoiar pessoas enquanto estas aprendem a crescer. Está mais relacionado com escutar, aconselhar e influenciar.

Embora um mentor possa ser designado a alguém através de um arranjo formal, que pode envolver alguns terceiros combinando-se potenciais pares de mentor-aprendiz, com base em determinados critérios de seleção, esse papel não deveria ser atribuído. Esta é uma relação de conselheiro que é selecionada por ambas as partes mutuamente e construída sobre confiança, durante um período prolongado de tempo.

Infelizmente, muitas vezes as organizações minimizam a importância dos coaches e mentores. Quantas vezes vemos pessoas serem designadas como nossas mentoras sem que as tenhamos escolhido. O que acontece se eu não gosto de meu mentor? E se eu precisar somente de coaching na fase de aprendizagem em que atualmente eu estou?  O que acontece se não houver sinergia entre as partes?

Além disso, há outra questão importante a considerar: Será que é possível ser mentor ou tutor de alguém sem primeiro ter obtido experiência como um coach?

Mauro Sotille

Especialista em gerenciamento de projetos, programas, portfólio e riscos. Com 25 anos de experiência em gerenciamento de projetos, foi responsável por mais de 50 projetos em diversos países. Atuou em empresas como Hewlett-Packard, Saab Sweden e Dana. É Diretor da PM Tech, onde fornece capacitação profissional e consultoria a organizações na implantação bem-sucedida de cultura corporativa de Projetos. Foi Mentor do Project Management Institute (PMI) para o Brasil, Presidente do PMI-RS e membro da equipe que desenvolveu o Guia PMBOK® e outros guias. Certificado pelo PMI como Project Management Professional (PMP) desde 1998 e Risk Management Professional (PMI-RMP), é autor de livros sobre Gerenciamento de Projetos, Escritórios de Projetos (PMO) e Certificação PMP. Doutorando em Administração de Empresas, possui MBA em Administração, pós-graduação em Computação e graduação em Informática e em Engenharia Mecânica. É professor convidado junto à Fundação Getúlio Vargas e outras instituições.

Siga-me: TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusFlickr

Artigos Relacionados