E-Mail 'O que aconteceu com a restrição tripla?' Para Um Amigo

Email uma cópia de 'O que aconteceu com a restrição tripla?' para um amigo

* Required Field






Separate multiple entries with a comma. Maximum 5 entries.



Separate multiple entries with a comma. Maximum 5 entries.


E-Mail Image Verification

Loading ... Loading ...

9 comentários para O que aconteceu com a restrição tripla?

  • VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    – Só Sites e Blogs Premiados –
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    – Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética –

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo

    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    …………………………………………………………..

  • monica badaro ferreira

    As restricões então não estão limitadas a essas seis?
    podemos considerar comunicação, integração e aquisição como restrição tmb?
    É válida para o PMBOK 4ª edição?

    Essa materia é um pouco nova pra mim, e to estudando pq vou fazer um concurso e vai cair sobre PMBOK 4ª edição.

    Grata pela atenção.

  • O Guia PMBOK 4ª edição nos informa que gerenciar um projeto inclui o balanceamento das restrições conflitantes do projeto que incluem, mas não se limitam a escopo, qualidade, cronograma, orçamento, recursos e risco. Ou seja, devem ser consideradas no mínimo as restrições citadas, porém outras também podem ser consideradas.

    Aproveitando: a tradução em Português do guia repete “escopo”, onde em Inglês encontramos “qualidade”.

  • monica badaro ferreira

    Entendi.
    Obrigada por esclarecer minha dúvida.

  • Edu

    Mas qual seria o certo Escopo(que é o alvo,objetivo ou propósito),ou Qualidade(conformidade com as exigências dos clientes)?

    È certo dizer que a Triple Constraint,é definida por Schedule(Cronograma),Cost(Custo) e perfomance(desempenho)?

    desde ja fico garto.

  • Mauro Sotille

    Olá Edu,

    As definições mais usuais citam escopo, tempo e custo. Max Wideman nos diz que restrição tripla costumava descrever especificação de desempenho, tempo do cronograma e orçamento monetário, porém informa que o termo está obsoleto, uma vez que atualmente existem quatro objetivos fundamentais e inter-relacionados: escopo, qualidade, tempo e custo. Outros autores concordam. Segundo a Wikipedia, o refinamento das restrições separou “qualidade” do produto, ou “desempenho”, de escopo, e tornou qualidade uma quarta restrição.

    Abraço, Mauro Sotille.

  • Edu

    Bom dia,
    Posso afirmar então que do triangulo(escopo,tempo e custo)que seria o mais usual,para uma piramide com o acrescimo da qualidade,mas o hexagrama com escopo,qualidade,cronograma,orçamento,recurso e risco seria então só mais detalhada?

    Desde ja fico grato.
    Att,Edu.

  • Mauro Sotille

    Desde a quarta edição do Guia PMBOK®, lançada em 2008, o PMI mudou sua visão das restrições de um projeto. Desse modo, quando ensinamos os princípios de gerenciamento de projetos para novos GPs, buscamos mostrar que o gerenciamento de projetos moderno vai além do “triângulo de ferro” original, mais qualidade. O que se propõe agora é que duas outras prioridades tenham o mesmo peso: risco e satisfação do cliente. Assim, atualmente se usa uma figura de 6 lados para representar as prioridades que os projetos modernos devem satisfazer, substituindo a visão anterior.
    A mesma visão é compartilhada por outras referências. O PRINCE2 lista 6 restrições ao gerenciamento de projeto: Tempo, custo, qualidade, escopo, riscos e benefícios. Claro que existem variações: Se você olhar a mesma coisa da perspectiva do Gerenciamento de projetos ágeis, você poderia dizer que o escopo não é uma restrição, uma vez que escopo é algo que se assume que vai mudar (devido a prioridades ou valores de negócio).